Utilizamos cookies para a disponibilização e funcionalidade deste site. Se os cookies puderem servir também para outros fins, clique aqui. Informações sobre como desactivar cookies e protecção de dados

Manufatura aditiva

Componentes de qualquer geometria. Protótipos, peças únicas, séries pequenas e grandes. A manufatura aditiva está moldando o futuro da indústria de fabricação como nenhum outro processo. Por manufatura aditiva ou sinterização a laser é possível fabricar, revestir ou reparar os componentes com as mais rigorosas exigências de material. Em comparação com os processos de fabricação tradicionais e de remoção  como rotação ou fresa, o design determina a fabricação na manufatura aditiva, por isso fala-se de uma "manufatura voltada para o design".

Nos últimos 20 anos, a TRUMPF trouxe para a indústria dois processos laser de manufatura generativa, com os quais é possível criar formas detalhadas e componentes metálicos individuais de forma rápida, flexível e barata em camadas de pó de metal: Laser Metal Fusion (fusão a laser em leito de pó) e Laser Metal Deposition (deposição de metal a laser). Como pioneiro no processo de produção generativa, a TRUMPF oferece soluções completas com máquinas, fontes de raio laser e serviços – tudo desenvolvido e produzido por conta própria. Isso dá aos clientes uma vantagem clara em relação à concorrência.

Flexível

Na manufatura aditiva, não há limites para o design – mesmo as funções que não podem ser implementadas em processos de fabricação convencionais podem ser integradas ou podem ser criados módulos completos de uma só vez.

Sustentável

Por manufatura aditiva são elaborados os componentes e geometrias desejados somente com o material necessário.

Personalizável

Soluções específicas do cliente e componentes personalizados podem ser aplicados, de forma simples e flexível, mediante a manufatura aditiva – inclusive na produção em série.

Sem ferramentas

Como na manufatura aditiva não são necessárias ferramentas, você trabalha com um custo mais baixo e reduz o desgaste e os tempos de equipamento.

Eficiente

A alta estabilidade de estruturas complexas e, ao mesmo tempo, o baixo peso dos componentes fabricados aditivamente tornam o processo especialmente atraente para a produção leve.

Quais exemplos de aplicação existem para a manufatura aditiva?

  • Criação de um implante de crânio personalizado ou criação de coroas e pontes odontológicas (LMF)
  • Manufatura aditiva de trocadores de calor com estruturas de tela bem pequenas (LMF)
  • Revestimento de uma ensiladeira para otimização do tempo de vida (LMD)
  • Reparo de uma pá do compressor após desgaste (LMD)

Como se distinguem os processos da manufatura aditiva?

Cada vez mais variações, tamanhos de lote cada vez menores – a tendência em muitas áreas de produção é clara. Laser Metal Fusion (LMF) e Laser Metal Deposition (LMD) são os dois processos baseados em laser que tratam desses desafios e tornam a manufatura aditiva cada vez mais interessante para uso industrial. Quais são as diferenças técnicas dos processos e qual tecnologia é ideal para cada área de aplicação?

Manufatura aditiva

Na manufatura aditiva, os componentes são criados a partir de pó e luz laser. Com base em um modelo 3D, o laser constrói o componente camada por camada. Assim é criado o processo aditivo em contraponto ao processo de remoção e deformação, que é bastante usado na produção industrial. Com a mudança de paradigma para a manufatura aditiva, há também um outro aspecto: o processo aditivo consegue realizar objetos com geometria complexa que não seriam possíveis com os métodos tradicionais - e isso sem o uso de ferramentas. Uma grande vantagem é a liberdade de formas no design.

O elemento central na manufatura aditiva é o laser. Ele derrete o pó metálico e o solidifica para se tornar uma peça de alta qualidade. Para a manufatura aditiva de metais há diferentes possibilidades: a Laser Metal Fusion e a Laser Metal Deposition. Na Laser Metal Fusion, o laser cria novas peças em camadas a partir de pó. Suas vantagens são decisivas principalmente na fabricação de protótipos, peças únicas e pequenos lotes. Na deposição de metal a laser (abreviação LMD para Laser Metal Deposition), o laser gera um banho de fusão na superfície do componente, na qual um material aditivo metálico é aplicado continuamente em forma de pó e então é derretido. Surgem cordões soldados entre si, que formam estruturas nos corpos básicos existentes ou componentes completos. Os procedimentos podem ser usados também para o revestimento e reparo.

Esses temas também podem ser interessantes

Contato
Luciano Zardi
Vendas suporte
E-mail
Assistência e contato

Close

Country/region and language selection

Please take note of

You have selected Brazil. Based on your configuration, United States might be more suitable. Would you like to keep or change the selection?

Brazil
United States

Or, select a country or a region.