Para a disponibilização de nosso site da Web usamos cookies. Se você continuar utilizando este site sem alterar as configurações de cookies, nós entenderemos que você está de acordo com a utilização de cookies.

Soldagem de revestimento

Solda a laser de revestimento com fio e pó

A solda de revestimento enquadra-se na categoria de processo gerador, sendo utilizada no reparo ou modificação de componentes e no tratamento de superfícies. Conforme a tarefa a ser realizada, utiliza-se a soldagem a laser de revestimento manual ou automática.

Manuelles Laserauftragschweißen

Solda de revestimento a laser manual

Na solda de revestimento manual, o soldador leva o material aditivo "manualmente" até o ponto de processamento. Como material aditivo é geralmente utilizado nesse processo um fio delgado, com diâmetro entre 0,15 e 0,6 milímetros.O raio laser derrete o fio. O material fundido une-se ao material base, que também é derretido e solidifica-se novamente.O que resta é uma pequena saliência. Ponto a ponto, linha por linha e camada por camada, o soldador aplica a forma desejada. Uma corrente de gás argônio protege o processo contra o ar. No final, a forma original é restabelecida, por meio de retificação, torneamento, fresagem ou erosão.

Automatisiertes Laserauftragschweißen

Soldagem de revestimento a laser automatizada

Na soldagem de revestimento automatizada, o aditivo é levado mecanicamente até o ponto de processamento. Pode ser um fio. Entretanto, nesta técnica, geralmente é utilizado pó metálico. O pó metálico é aplicado ao material de base por camadas e fundido ao mesmo sem surgimento de poros ou fissuras. O pó de metal é fundido com a superfície formando uma ligação altamente resistente. Depois de arrefecer, forma-se uma camada de metal que pode ser trabalhada mecanicamente. O que há de especial nesse processo é a possibilidade de criar diversas camadas de metal iguais ou diferentes entre si, dependendo do objetivo proposto.

Contato

Luciano Zardi
Vendas suporte
E-mail
Assistência e contato