Utilizamos cookies para a disponibilização e funcionalidade deste site. Se os cookies puderem servir também para outros fins, clique aqui. Informações sobre como desactivar cookies e protecção de dados

TRUMPF foca-se na eletromobilidade e na Indústria 4.0

Na INTECH, feira interna que esta multinacional organiza anualmente nas suas instalações e na qual recebe clientes de todo o mundo, a TRUMPF apresentou tecnologias de laser eficientes para a produção em massa de veículos elétricos e anunciou o forte progresso que a empresa tem registado ao nível de transformação digital, que garantem oportunidades promissoras para os fabricantes de máquinas alemães.

A empresa alemã de alta tecnologia, a TRUMPF, está presente em mais de 70 países, incluindo Portugal, vê grandes oportunidades para seus negócios e para a indústria alemã como um todo em duas megatendências: Indústria 4.0 e Mobilidade Elétrica. “A indústria de engenharia mecânica e de sistemas na Alemanha pode obter grandes benefícios da interligação digital na indústria e na mobilidade elétrica”, afirmou Mathias Kammüller, Chief Digital Officer da TRUMPF, na INTECH, feira interna da empresa. “Duas áreas chave estão a ligar a produção: como a próxima etapa em tecnologia de chão de fábrica e a mobilidade eléctrica. Estes dois fatores ajudarão a proteger empregos em engenharia de desenvolvimento, produção e aplicação - e até criarão novos postos de trabalho”, afirmou. Kammüller referiu também que os lasers interligados digitalmente vão desempenhar um papel essencial na transição de veículos movidos por motores de combustão interna para veículos totalmente elétricos. Os lasers interligados digitalmente vão permitir que os fabricantes alternem, com o toque de um botão, entre os dois tipos de veículos nas linhas de produção.

 

Aumento de encomendas de métodos de fabrico para veículos elétricos

A TRUMPF tem sentido um aumento de encomendas de tecnologias no domínio da mobilidade elétrica. A produção de baterias já representa 10% da faturação da TRUMPF no setor automóvel, um número que continua a subir. A empresa já vendeu mais de 500 lasers em todo o mundo para utilização no fabrico de baterias. “Temos os métodos de fabrico certos para viabilizar a produção comercial de componentes-chave das futuras soluções de mobilidade: os lasers realmente são a única opção quando se trata de baterias de produção em massa, sistemas eletrónicos de alta potência e acionamentos elétricos”, disse Christian Schmitz, Chief Executive Officer Laser Technology da TRUMPF. Encontrar uma forma acessível de produzir milhões de veículos elétricos requer métodos robustos de fabrico que podem ser ampliados rapidamente, o que permitirão passar dos volumes relativamente baixos de hoje para a produção em massa em larga escala.

 

Tecnologia laser para produção em massa e eficiente de motores elétricos

Na INTECH, a TRUMPF demonstrou uma série de técnicas de laser que podem soldar todas as costuras de um motor elétrico em apenas um minuto. “O nosso processo de soldadura, que chamamos de 'ganchos de cabelo', é apenas uma das técnicas que usamos para tornar a produção dos motores elétricos mais rápida, confiável e económica. Ele permite eliminar o processo dispendioso e demorado do enrolar de fio de cobre grosso ao redor das bobinas de motores elétricos poderosos. E isso torna muito mais fácil produzi-las a “granel”, acrescentou Schmitz. O método 'ganchos de cabelo' envolve o uso de uma pistola de ar comprimido para disparar um fio de cobre retangular, semelhante a um gancho de cabelo, numa fenda na lateral do motor. As partes salientes do arame são então torcidas e soldadas através da utilização de um laser.

 

Digitalização para fabrico confiável de baterias

A tecnologia TRUMPF desempenha também um papel fundamental no fabrico de baterias para veículos elétricos. As baterias consistem em várias camadas de chapas finas de cobre e alumínio que são cortadas com lasers. Depois de adicionar eletrólito líquido, a bateria é soldada com uma tampa. É essencial que as soldas selem a célula completamente, porque a falha da bateria durante a operação pode representar um risco de incêndio e lesão. Desde as células de bateria e módulos de bateria até a bateria, toda a soldadura é realizada usando um laser. Os sistemas de laser apresentam sistemas de sensores, bem como um programa de software que os liga a uma solução de cloud. Os sensores fornecem dados para fins de garantia de qualidade e documentação, mas também ajudam a controlar o processo de soldadura em si. “Um problema para os fabricantes de baterias é que eles não podem testar se uma bateria realmente funciona até ao final do processo de fabrico. Eles precisam que o processo seja monitorizado continuamente para garantir que a bateria chegue ao outro lado a funcionar corretamente”, explicou Schmitz.

 

TRUMPF expande recursos próprios de digitalização

“Os nossos lasers para o setor automovel são um bom exemplo de como a transformação digital é importante para a TRUMPF. Para garantir que os nossos próprios processos de produção permaneçam adequados para o futuro, estamos constantemente a aumentar os nossos esforços de digitalização interna”, afirmou Mathias Kammüller. A TRUMPF possui tem já mais de 500 funcionários a trabalhar em mais de 30 projetos de transformação digital. “Isso está a ajudar-nos a melhorar a eficiência, cortar custos e aumentar a nossa competitividade. A digitalização é um fator crucialmente importante, especialmente para as nossas localidades na Alemanha, devido aos seus altos custos laborais”, observou Kammüller. Recorde-se que durante este ano fiscal, a empresa abriu uma fábrica inteligente em Chicago, bem como um centro logístico interligado em Ditzingen, perto de Stuttgart, na Alemanha.

 

Soluções interligadas digitalmente para todo o processo de produção

A edição deste ano da INTECH deu aos seus visitantes a oportunidade de descobrir mais sobre a linha completa de produtos da TRUMPF, incluindo as soluções TruConnect, que não só monitorizam os sistemas a laser, mas também oferecem um meio de aumentar a produtividade no processamento de chapas metálicas. “Estamos a digitalizar todo o processo de produção: desde consultas iniciais de clientes até a emissão de faturas e desde o pedido de matérias-primas até o envio de produtos acabados. As atividades realizadas antes e depois do fabrico representam quase 80% do processo. As nossas soluções podem ajudar a reduzir drasticamente o tempo e o dinheiro gastos”, disse Heinz-Jürgen Prokop, Chief Executive Officer Machine Tools.

 

Soluções de ponta para processamento de chapas e tubos

A feira INTECH apresentou também o TruLaser Weld 5000, uma nova célula de soldagem robótica que pode processar peças de até quatro metros de comprimento. A empresa também revelou duas novas máquinas de corte a laser: o TruLaser 5000 e o TruLaser Tube 7000, o último dos quais pode receber tubos com diâmetros de até 254 milímetros. As velocidades de corte são altas, graças ao seu laser de estado sólido e ao recurso RapidCut.

O certamente também marcou a estreia mundial do novo TruLaser Cell 5030. Esta máquina expande o portfólio da TRUMPF de sistemas de corte a laser 2D e 3D. A TruLaser Cell 5030 possui um novo laser de disco que oferece velocidades de corte excecionalmente altas, particularmente ao maquinar chapas mais finas.

Contato

Ceciliato Patricia
Diretor de Group Communications, assessor de imprensa
E-mail
Assistência e contato

Close

Country/region and language selection

Please take note of

You have selected Portugal. Based on your configuration, United States might be more suitable. Would you like to keep or change the selection?

Portugal
United States

Or, select a country or a region.