Utilizamos cookies para a disponibilização e funcionalidade deste site. Se os cookies puderem servir também para outros fins, clique aqui. Informações sobre como desactivar cookies e protecção de dados

Muito mais do que uma visão: máquinas autônomas na TRUMPF

Devido a diversos sistemas de assistência, nós formamos a base para a máquina autônoma. O desenvolvimento ainda está longe de estar concluído. Estamos convencidos de que o futuro pertence às máquinas com funcionamento autônomo. Elas monitoram e controlam o processamento e permitem com isso uma produção sem falhas. O operador não é mais sobrecarregado, seu papel muda, ele vira um gerente de processo. Assim surgem os resultados ideais a partir da interação entre máquinas e pessoas.

As 5 etapas para a máquina autônoma

1

UNASSISTED

Operator involvement is at a maximum. All tasks are completed by the operator.

Manual monitoring
Operator involvement at the machine

1

2

ASSISTED

The machine supports the operator with selected tasks. The operator is primarily located around the machine.

Manual monitoring
Operator involvement at the machine

2

3

SEMI-Autonomous

The matchine regulates the cut mostly on its own. Generally the operator has only to be by the machine at predictable points in time.

Manual monitoring
Operator involvement at the machine

3

coming soon

4

HIGHLY Autonomous

The machine prevents interruptions by self-optimization. The operator is informed about necessary interventions in advance.

Manual monitoring
Operator involvement at the machine

4

vision

5

fully autonomous

The machine reacts independantly to all interruptions in the production process. Operator involvement is kept to a minimum, the focus is on machine maintenance.

Manual monitoring
Operator involvement at the machine

5

Manual monitoring
Operator involvement at the machine

Nossa visão está claramente definida. O desenvolvimento de máquinas com funcionamento autônomo está na nossa mira. Com o novo controle de avanço adaptável Active Speed Control e a máquina automática de laser TruLaser Center 7030, nós ultrapassamos o limite para a terceira etapa da escala. A quinta etapa apresenta a máquina totalmente autônoma. Na divisão são considerados principalmente os seguintes parâmetros para determinação da unidade: parcela de monitoramento manual e envolvimento do operador com a máquina. Com isso, a capacidade de uma máquina fica em foco, as falhas são detectadas, evitadas e solucionadas de forma autônoma sem intervenção humana. Em nossa visão, o operador tem um papel central de comando do processo e de alguém que mantém o controle.