Para a disponibilização de nosso site da Web usamos cookies. Se você continuar utilizando este site sem alterar as configurações de cookies, nós entenderemos que você está de acordo com a utilização de cookies.

Soldagem profunda

A soldagem profunda exige densidades de potência extremamente elevadas, de aproximadamente 1 Megawatt por centímetro quadrado. O raio laser não apenas derrete o metal, mas também gera vapor.

Beim Tiefschweißen entsteht eine tiefe Dampfkapillare, das Keyhole.

Quando o vapor é liberado, ele exerce pressão sobre o material fundido, deslocando-o parcialmente. A peça de trabalho se funde ainda mais. É formado um buraco profundo, delgado e cheio de vapor: um capilar de vapor, também chamado de "keyhole" (buraco da fechadura em inglês). O capilar de vapor é circundado por metal fundido. Quando o raio laser se movimenta pelo ponto a soldar, o capilar de vapor move-se junto com ele pela peça de trabalho. O metal fundido flui ao redor do capilar de vapor e solidifica-se no lado de trás. Dessa forma, forma-se uma costura de solda profunda e delgada, com estrutura homogênea. A profundidade da costura é até 10 vezes maior que a largura, podendo atingir 25 milímetros. O raio laser é refletido diversas vezes nas paredes fluidas do capilar de vapor. O material fundido absorve o raio laser quase completamente, elevando o grau de eficiência do processo de soldagem. Ao soldar com lasers CO2, o vapor localizado no buraco também absorve luz laser e é parcialmente ionizado. Forma-se plasma. O plasma também transmite energia à peça de trabalho. A soldagem profunda se destaca pelo elevado grau de eficiência e pela alta velocidade de soldagem. Graças à velocidade elevada, a zona de influência do calor é pequena e a deformação reduzida. O processo é utilizado quando são exigidas profundidades de solda elevadas ou quando é preciso soldar diversas camadas de material de uma só vez.

Produtos

Contato

Vendas de tecnologia laser
E-mail
Assistência e contato